Colagem 01 – C# Collections

Quer aprender definitivamente como funcionam as coleções em C#? IEnumerable, ICollection, List<string>().Count, etc…

Essa é a parte da documentação da microsoft que lhe interessa:

https://docs.microsoft.com/en-us/dotnet/csharp/programming-guide/concepts/collections

Esse artigo do Shakeel Iabal é muito mais interessante pra entender melhor.

https://www.codeproject.com/Articles/31640/Basics-of-NET-Collections-in-C

Pra memorizar, seria interessante esse desenho ficar gravado em sua mente:

Class Giagram

E por fim, se você tiver dificuldade com o inglês (como eu), tem esse artigo em português do Jhonathan Marolo:

https://codigosimples.net/2014/04/10/quando-usar-ienumerable-icollection-ilist-e-list-em-asp-net-c

Pronto! É isso aí!

Anúncios

Projeto E5R Development Team

E aí galera!

Hoje quero começar a falar de um projeto pessoal que venho trabalhando a algum tempo, e que já andei comentando com alguns colegas pra obter um feedback inicial. Como o feedback foi positivo, decidi tornar público, e assim iniciamos com este Post a segunda fase (que é tornar a ideia pública).

Que projeto é esse?

A primeira coisa que quero deixar claro, é que não acho simples explicar que projeto é esse. Por isso acredito que respondendo suas perguntas que serão feitas nos comentários ou via Twitter (@erlimar), (neste ou em novos posts) será a melhor forma de exposição do conceito. Continuar lendo

Depurando com Visual Studio Code – .NET Core/C#

Estamos de volta.

Hoje iniciamos mais uma série de vídeos no nosso Canal no YouTube falando sobre como depurar aplicações com o Visual Studio Code.

A intenção nessa série de vídeos é apresentar o básico de depuração em várias linguagens de programação com Visual Studio Code.

O Visual Studio Code já vem com suporte nativo a JavaScript/Node e TypeScript, porém ele dá suporte a várias outras linguagens de forma completa com a simples adição de uma extensão.

Eu quiz iniciar essa série com a depuração .NET Core e não com a linguagem nativa JavaScript, pelo simples fato do VSCode ter sido criado pela Microsoft com a intenção de ser a ferramenta padrão para codificação .NET em plataformas não Windows (onde o Visual Studio já faz um ótimo trabalho).

Nas primeiras versões o C# também vinha nativo no VSCode, mas com o tempo esse suporte foi movido para uma extensão, acredito que porque para o suporte completo (como depuração por exemplo) você precisaria instalar o .NET Core separadamente, então já que se tem que instalar o .NET Core separadamente, porque o suporte a linguagem deve vir nativo se estaria incompleto? (mas isso é só o meu achismo em ação).

Enfim, o que importa é que isso se faz simplemente e veremos nesse vídeo.

Apesar do vídeo ser um pouco extenso, sugiro assisti-lo até o final, porque iremos apresentar algumas situações de problemas e como resolvê-los.

Até o próximo artigo.

Direto ao ponto – Instalando o NodeJS no Windows

Seguindo com nossa série “direto ao ponto”,

Hoje vamos instalar o NodeJS no Windows

Lembro que já escrevi aqui um artigo onde fizemos uma instalação breve do NodeJS, na época a versão era a 4.

Então achei por bem deixar registrado esse pequeno vídeo rápido instalando a última versão disponível na época dessa gravação (no caso 6).

É isso aí, espero que curtam, e se inscrevam no meu canal no YouTube.

Até o próximo artigo.

Direto ao ponto – Instalando o JetBrains Rider

Seguindo nossa série “Direto ao ponto”,

Hoje, vamos instalar o JetBrains Project Rider no Windows

E pra quem não conhece, essa é uma ferramenta para desenvolvimento .NET multiplataforma e que ainda está em fase de desenvolvimento. Porém conta com toda a experiência da equipe JetBrains que tem em seu currículo grandes ferramentas como IntelliJ IDEA para  desenvolvimento Java, PHPStorm para PHP, PyCharm para Python, CLion para C/C++, RubyMine para Ruby, DataGrip para banco de dados, WebStorm para frontend, etc…

E pra galera do .NET que já contava com a extensão ReSharper para VisualStudio, e ferramentas como dotPeek e dotTrace, agora também terá sua própria IDE da família JetBrains.

É isso aí, espero que curtam, e se inscrevam no meu canal no YouTube.

Até o próximo artigo.